Análise do proteoma mitocondrial da Doença de Parkinson: Um estudo

Resumo: A doença de Parkinson (DP) é a segunda doença neurodegenerativa mais comum da atualidade, sendo caracterizada pela morte progressiva dos neurônios dopaminérgicos localizados na substância negra pars compacta. Os mecanismos subjacentes a DP não são completamente elucidados, entretanto, sabe-se que a disfunção mitocondrial é parcialmente responsável pelas alterações ocorridas na doença. Adicionalmente, um dos principais dilemas em relação essa desordem é o diagnóstico, feito pela observação clínica de sinais extrapiramidais, porém realizado de forma tardia, quando já houve uma maciça morte neuronal. Diante do exposto, o presente estudo objetiva estudar de forma translacional, os processos que podem estar relacionados a degeneração neuronal e a fisiopatologia da DP. Inicialmente iremos avaliar o perfil de proteínas mitocondriais na substância negra em camundongos C57BL/6 J controle e animais tratados em regime subcrônico com a neurotoxina 1-metil-4-fenil-1,2,3,6-tetra-hidropiridina (MPTP). Para tal fim, analisaremos o proteoma mitocondrial destes animais através de eletroforese bidimensional acoplada de espectrometria de massas (2-DE / MALDI-TOF). Para compor o estudo translacional, serão selecionados pacientes com a DP diagnosticados pela equipe médica de neurologia do Hospital Universitário Cassiano Antonio Moraes, UFES (HUCAM/UFES) e pacientes controle do mesmo hospital. O diagnóstico clínico será confirmado por meio de Escala Unificada de Avaliação da DP (UPDRS). As proteínas que apresentarem mudanças significativas na abundância relativa no grupo modelo animal da DP, serão validadas em amostras sanguíneas dos pacientes em diferentes estágios da DP. A confirmação das alterações proteicas será realizada por Western Blotting. Correlacionaremos os resultados bioquímicos com os achados clínicos e sintomatológicos. Tais resultados poderão auxiliar a identificação de possíveis biomarcadores sanguíneos de estágio da DP, importantes para fins de diagnóstico precoce, elucidação de mecanismos envolvidos, bem como a monitorização da DP.

Data de início: 2018-11-10
Prazo (meses): 48

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Aluno Doutorado Tamara Andrea Alarcon Ferreira
Aluno Doutorado Sarah Martins Presti da Silva
Coordenador Rita Gomes Wanderley Pires
Pesquisador MARCELO RAMOS MUNIZ
Vice-Coordenador Suely Gomes de Figueiredo
Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105